CUIDE DE SEU JARDIM

"Não corra atrás das borboletas. Cuide de seu jardim e elas virão até você!Se passarmos todo o tempo desejando as borboletas e reclamando porque elas não se aproximam da gente, mas vivem no jardim do nosso vizinho, elas realmente não virão. Mas, se dedicarmos a cuidar do nosso jardim, a transformar o nosso espaço, a nossa vida, num ambiente agradável, perfumado e bonito, será inevitável... As borboletas virão até a nós... Dê o que você tem de melhor e a vida lhe retribuirá. "

O perfume...

O perfume...
"Fica sempre o perfume nas mãos daquele que oferece flores."

sábado, 27 de novembro de 2010

TUDO SOBRE TREPADEIRAS

Olá amigos....nessa postagem está tudo o que encontrei sobre trepadeiras...
Creio que agora aprendi a lição sobre trepadeiras....

TREPADEIRAS NO PERGOLADOS, TRELIÇAS, ARCOS, CARAMANCHOES, CERCAS, COLUNAS E ARVORES, COROAMENTO DE MURO, TELHADOS /VARANDAS/SACADAS E FACHADAS.....

TREPADEIRAS ANUAIS

"Nesta lista estão incluídas trepadeiras de textura herbácea ou semi-herbácea, de crescimento rápido e vigoroso, excelentes para cobrir rapidamente suportes leves e pequenos, como algumas treliças. Acabam perdendo a beleza e o vigor com o tempo, exigindo o replantio."

* Amarelinha
* Boa-noite
* Bucha
* Capuchinha
* Ervilha-de-cheiro
* Esqueleto
* Glória-da-manhã
* Gloriosa
* Ipoméia
* Teta-de-vaca
* Trepadeira-mexicana
............................................

TREPÁDEIRAS PERENES

"São plantas de textura semi-lenhosa ou lenhosa, adequadas para cobrir com muita longevidade estruturas maiores, como pérgulas, caramanchões ou pórticos. Seu crescimento pode ser um pouco lento, mas o cuidado dispensado é normalmente recompensado com belas floradas e sombras fresquinhas."

# Alamanda
# Amarelinha
# Amor-agarradinho
# Aspargo-samambaia
# Baunilha
# Boa-noite
# Buquê-de-noiva
# Caracala
# Chapéu-chinês
# Cipó-de-são-joão
# Cipó-uva
# Clemátis
# Clerodendro-vermelho
# Congéia
# Corações-emaranhados
# Costela-de-adão
# Dama-da-noite
# Dipladênia
# Escova-de-macaco
# Fita-de-moça
# Flor-de-cera
# Flor-de-são-miguel
# Glicínia
# Glória-da-manhã
..............................................
# Guaco
# Hera
# Hera-americana
# Hera-da-algéria
# Hera-japonesa
# Ipoméia-rubra
# Jasmim-amarelo
# Jasmim-árabe
# Jasmim-asa-de-anjo
# Jasmim-da-índia
# Jasmim-de-madagascar
# Jasmim-dos-poetas
# Jibóia
# Jibóia-prateada
# Kiwi
# Lágrima-de-cristo
# Madressilva
# Maracujá
# Mussaenda-vermelha
# Papo-de-peru
# Primavera
# Rainha-da-noite
# Sapatinho-de-judia
# Sete-léguas
# Sininho
# Trepadeira-de-arco
# Trepadeira-elefante
# Trepadeira-jade
# Trepadeira-mexicana
# Trombeta-chinesa
# Tumbérgia-azul
# Unha-de-gato
# Uva
..................................
Elas são as plantas mais versáteis em qualquer jardim. Parecem capazes de se moldar às nossas idéias criativas. As trepadeiras são assim, acrescentam charme e romantismo a diversos projetos. Integram ou separam os espaços no jardim com naturalidade ímpar, seja na forma de cercas, caminhos com arcos, caramanchões ou simples e delicadas treliças.

Apesar de tão úteis, é importante conhecer um pouco cada tipo de trepadeira e o modo com que se fixam. Assim podemos adequá-las melhor ao uso e ao tipo de suporte. O quadro abaixo, apresenta as principais características dos diferentes tipos de trepadeiras.
..................................................................................................................................

AMOR-AGARRADINHO /ANTIGONON LEPTOPUS


PASSIFLORA EDULIS (FOTO) MARACUJA

Trepadeiras com gavinhas

GavinhasTambém conhecidas como sarmentosas, elas apresentam estruturas, que podem ser folhas ou ramos modificados, capazes de se enrolar no suporte, permitindo assim a fixação e ascendência da planta.
Ex: Maracujá, Amor-agarradinnho
.....................................................................................................................................

THUMBERGIA MYSORENSIS /SAPATINHO-DE-JUDIA


LONICERA JAPONICA/MADRESSILVA

TREPADEIRAS VOLUVEIS
Seus caules e ramos jovens são capazes de se enrolar na estrutura, durante o crescimennto da planta. Fixando-se em suportes mais estreitos, como fios de nylon ou arame, e até mesmo colunas.
Ex: Tumbérgia-azul, Madressilva, Sapatinho-de-judia
.....................................................................................................................................

PARTHENOCISSUS QUINQUEFOLIA /FALSA VINHA


FICUS PUMILA /UNHA DE GATO

Trepadeiras de raízes adventícias

Raízes Adventícias Ótimas para revestir muros, este tipo de trepadeira emite diretamente do caule, raízes modificadas que penetram e grudam no suporte, com muita aderência.
Ex: Unha-de-gato, Falsa-vinha
...................................................................................................................................

BOUGANVILE / PRIMAVERA


ALAMANDA CATHARTICA /ALAMANDA

ARBUSTOS ESCANDENTES

Apesar de não serem trepadeiras, podem ser conduzidas sobre diversos suportes, desde que bem tutoradas e amarradas. Durante o crescimento, seus ramos iniciam eretos e pendem após atingir certo comprimento.
Ex: Bounganvília, Alamanda
...................................................................................................................................


Agora que já conhecemos as maneiras com que as trepadeiras se fixam, vamos aos diversos tipos de suporte que podemos lhes oferecer. Utilize estas idéias para embelezar um cantinho ou corredor sem uso, ou mesmo para ser o ponto principal do seu jardim.
Revestimento de paredes: Quem nunca viu uma casa ou um muro verde e ficou encantado? Paredes revestidas com trepadeiras são muito charmosas e combinam com os jardins de estilo europeu, principalmente o inglês. Mas este tipo de utilização requer alguns cuidados, começando pelo tipo de trepadeira escolhida.

Neste caso, somente as trepadeiras com raízes adventícias podem ser utilizadas. Entre estas as mais utilizadas são a unha-de-gato e a falsa-vinha. A primeira exige podas freqüentes, mas permanece verde o ano todo. Já a falsa-vinha muda a cada estação: é verde na primavera e verão, fica vermelha no outono e perde totalmente as folhas no inverno, mas tem baixa manutenção, não exigindo podas.
...............

Quanto mais áspera a parede ou muro, melhor para estas trepadeiras subirem. Ambas só podem ser cultivadas com sol pleno ou meia-sombra e preferem que a construção não tenha acabamento, sendo apenas chapiscada com concreto. A falsa-vinha, no entanto, adere também em paredes com pintura ou com tijolo à vista.
...................................................................................................................................

CARAMANCHOES


Caramanchões: Os caramanchões são as maiores e mais caras estruturas para as trepadeiras. Construídos com fortes colunas e réguas, eles são adequados para grandes e médios jardins. De madeira maciça, metal ou concreto, os caramanchões são feitos para durar. Por isso suas colunas devem ser chumbadas ao terreno com concreto, protegendo-se assim sua estrutura dos tombamentos e da umidade.

Os caramanchões são espaços de descanso e lazer, que podem ser utilizados isolados ou para integrar áreas ao jardim. Com móveis próprios para exteriores eles se tornam verdadeiras salas de estar ao ao livre. Democráticos, eles podem combinar com diferentes estilos paisagísticos. Madeiras rústicas e com pouco acabamento combinam com jardins tropicais, enquanto que as estruturas de alvenaria, metal e madeira lisa vão bem com jardins mais clássicos e contemporâneos.

A altura dos caramanchões deve ser de no mínimo 2,5 metros, para que as pessoas mais altas possam usufruir do espaço com conforto. Por serem estruturas mais altas, próprias para serem admiradas de baixo também, os caramanchões podem ser revestidos com trepadeiras de flores pendentes, como a sapatinho-de-judia e a trepadeira-jade por exemplo. As frutíferas também são excelentes para este tipo de estrutura, como a videira, o kiwizeiro e o maracujazeiro. Caramanchões utilizados como garagem exigem trepadeiras que não larguem flores ou frutos capazes de manchar os automóveis.
....................................................................................................................................

PERGOLADOS


Pergolados: São suportes mais leves que caramanchões e podem ocupar espaços menores. As pérgolas são formadas por uma ou duas séries de colunas paralelas. Elas podem ser de madeira, metal, concreto ou bambú e servem para proteger e criar espaços de lazer e interação com a natureza. Podem ser colocadas em varandas, garagens, jardins internos, sobre bancos ou simplesmente para proteger outras plantas, como um pequeno orquidário por exemplo.

A própria estrutura da pérgola é capaz de sombrear parcialmente os ambientes, mas é com as trepadeiras que elas ficam completas. Dependendo da sua necessidade e desejo, pode-se escolher trepadeiras vigorosas que sombreiem bem a área, como a tumbérgia-azul, ou mesmo trepadeiras leves e anuais, que acrescentam graça ao local sem pesar no visual, como a clemátis e a amarelinha.

Neste tipo de estrutura qualquer trepadeira vai bem, basta respeitar as particularidades de cada espécie e adequá-la ao material utilizado no pergolado. Trepadeiras lenhosas e pesadas exigem uma estrutura mais reforçada, enquanto que as herbáceas e mais delicadas vão bem em qualquer tipo de material.
...................................................................................................................................

CERCAS


Cercas: Cercas ou alambrados de arame são tão feinhas quando solitárias. Com trepadeiras, elas podem ser transformar em floridas cercas-vivas. Mesmo as cerquinhas de madeira, mais simpáticas, ficam graciosas com trepadeiras delicadas. Para este tipo de suporte, as trepadeiras mais indicadas são as floríferas, de crescimento rápido, principalmente as volúveis e com gavinhas.

As cercas e portões com trepadeiras, podem ser muito úteis, escondendo estruturas feias, e protegendo a residência da poluição, seja ela provocada pelo pó ou pelo som. Além disso, elas resguardam a casa e o jardim de olhares curiosos, garantindo a privacidade dos moradores.

Para que a cerca feche bem rápido, plante mudas sadias, de um metro altura, a cada 2 metros lineares da cerca. Quando bem conduzidas, adubadas e podadas, as cercas de trepadeiras ganham corpo e muitas flores, alterando a paisagem. Algumas espécies indicadas para este uso são a tumbérgia-azul, o lençol-branco, a ipoméia e o amor-agarradinho.
....................................................................................................................................

COLUNAS E ARVORES


Colunas e Árvores: Quer ter trepadeiras no jardim, mas sem aumentar a área de sombra? Uma das soluções é dar suportes verticais para as trepadeiras. As colunas cumprem bem este papel, assim como as árvores. Trepadeiras floridas, como bounganvílias, glicínias, viuvinhas, ocupam graciosamente a copa perdida daquela árvore que morreu e as volúveis são perfeitas para se enroscar sobre as colunas.

Outro objetivo também bastante comum é fazer com que o jardim tenha um aspecto de antigo, tornando-se mais aconchegante. As trepadeiras de meia-sombra, folhagem ornamental e com raízes adventícias, como as heras, monsteras e jibóias, sobre as árvores, prestam-se muito bem para esta função. Além disso a área falhada do gramado, que geralmente fica sob a copa, é tomada pela trepadeira, afinal elas também fazem às vezes de forração. Deve-se ter o cuidado no entanto, para que as trepadeiras não sufoquem suas árvores suportes, com podas periódicas.

Arbustos e árvores também podem receber eventualmente trepadeiras anuais. Controladas e removidas após seu ciclo, elas não oferecem risco à saúde das plantas. O cuidado aqui, é para que a trepadeira invada apenas parte da copa da planta, reduzindo apenas um pouco da insolação.
..............................................................................................................................

COROAMENTO DE MURO


Coroamento de muros: Os muros geralmente são sisudos, chegando até a ser antipáticos aos pedestres que passam pela calçada. Com uma trepadeira bem conduzida, os muros podem ganhar graciosidade e beleza, pois os contornos naturais e curvilíneos da planta suavizam as linhas rígidas da construção. Além disso, o muro sempre ganha pelos menos alguns centímetros em altura, favorecendo desta forma a privacidade e a proteção contra a poluição.

Neste caso podem ser usadas tanto trepadeiras volúveis e sarmentosas como arbustos escandentes. Só o manejo e o tutoramento serão diferentes. As trepadeiras necessitarão de suportes que as levem até o topo dos muros, indicando o caminho. Estes suportes podem ser fixos ou temporários, disso vai depender a espécie escolhida e suas características. Trepadeiras lenhosas que engrossam o caule com o passar dos anos, dispensarão os tutores depois de bem estabelecidas. Este tipo de trepadeira é o que dá mais altura e corpo ao coroamento dos muros, como as bouganvílias. Coroamentos mais suaves podem ser feitos com ipoméias por exemplo.

Este tipo de utilização deve atentar para o bem estar dos pedestres também. Galhos espinhosos e compridos, pendendo sobre o caminho, podem ferir as pessoas e render sérios incomodos. Melhor cuidar para que a trepadeira traga somente alegrias e flores, com amarrações e podas periódicas.
....................................................................................................................................

ARCOS


Arcos: Os arcos são suportes simples, leves, geralmente metálicos ou plásticos e que remetem a um jardim romântico. Eles são suportes ideais às trepadeiras que necessitam ter seus ramos arqueados para florescer em abundância, como as roseiras trepadeiras.

Eles possuem a vantagem e a facilidade de se encaixar em diversos espaços. Um jardim pequeno, pode usufruir de um cantinho agradável com um arquinho sobre um banco ou uma cadeira de balanço. Portões pequenos ou grandes, transformam-se em pórticos quando emoldurados por arcos. A sensação que se tem é que estamos deixando o mundo lá fora e adentrando um mundo mágico, como um jardim secreto.

Arquinhos podem compôr outras idéias lúdicas no jardim, como caminhos. Para isto, basta enfileirar uma série de arquinhos que conduzem para um ponto de atração, como um portão, um espelho ou uma fonte. A criatividade é que manda. Os arquinhos portáteis, por serem estruturas mais leves, pedem trepadeiras mais delicadas. Uma boa sugestão para estes são as trepadeiras anuais, como a ipoméia, a amarelinha, a clemátis, a gloriosa, a trepadeira-mexicana, etc. Já os arcos mais resistentes, de portões de casas de campo por exemplo, podem ser cobertos com trepadeiras mais vigorosas.
..................................................................................................................................

TRELIÇAS


Treliças: As treliças são suportes charmosos e práticos. De variados tamanhos, elas podem ser de madeira, metal, bambú ou plástico. Sua forma básica é feita pelo cruzamento ou entrelaçamento de ripas em "X". Com uma ampla gama de modelos prontos ou feitos sob medida, elas se encaixam em diversas utilizações e estilos de jardim. Sua integração com o ambiente vai depender da habilidade do paisagista em combinar os materiais e acabamentos com os diferentes tipos de arquitetura e estilo.

A união de treliças com outras estruturas também pode ser harmoniosa. Assim pode-se ter um caramanchão ou pérgola com paredes treliçadas, ou até mesmo cercas treliçadas, tudo para oferecer suportes mais charmosos e apropriados para a ascensão das trepadeiras. Biombos treliçados por exemplo, são excelentes para dividir ambientes no jardim e dar mais privacidade e conforto a varandas e fachadas.

Mas as treliças mais democráticas são as pequenas e móveis, que podem ser colocadas em vasos e jardineiras, dando suporte a delicadas trepadeiras anuais, como as gloriosas. Estas podem ir até para interiores, suportando trepadeiras de meia-sombra, como filodendros. As idéias são muitas, basta escolher a treliça que melhor se encaixa com seus desejos.
..................................................................................................................................

TELHADOS/ VARANDAS/ SACADAS E FACHADAS


Telhados, fachadas, varandas e sacadas: Arcos, pergolados e suportes treliçados podem ser utilizados para conduzir trepadeiras em fachadas e varandas. As colunas podem levar uma bela bounganvília para se deitar sobre o telhado, garantindo sombra o ano todo e muitas flores na primavera. Arames e fios de nylon também podem ser utilizados para tutorar diversos tipos de trepadeiras, inclusive arbustos escandentes. Nas sacadas, as trepadeiras plantadas em jardineiras, ficam esplendorosas, dando privacidade em treliças e cerquinhas e derramando seus ramos e flores como uma cascata.

7 comentários:

Lua Negra disse...

Olá, to passiando no seu jardim. Maravilhoso. Parabéns pelo carinho e a pesquisa de sua postagem.
Beijos com cheiros de jasmim.
Lua

(naturezadeluanegra)

Anônimo disse...

Oi,estou querendo colocar uma arco com flores em meu jardim,onde posso consegui-los?
Suas imagens são lindas!
Lu

Anônimo disse...

Parabéns pelo seu jardim, é lindo!

All Tha disse...

Oi, fiquei encantada com as trepadeiras! Será que pode me ajudar com uma curiosidade? Sou estudante de Arquitetura e Urbanismo na UFRJ e neste período precisamos fazer propostas de revitalização de uma área repleta de viadutos. Sempre imagino como seria lindo se embaixo de alguns viadutos que passo houvesse um "arco" de trepadeiras. Mas, seria isto possível? Uma trepadeira sobreviveria como cobertura de uma estrutura de viaduto? Com pouco ou nenhum sol? A estrutura de fixação poderia ser qualquer, mas em forma de um grande e contínuo "túnel" verde. E se às vezes tivesse flores? Ai ai, seria lindo. Bom, é isso... É possível?

Anônimo disse...

Oi, voce sabe onde posso encontrar rosinhas trepadeiras para enfeitar uma cerca? São lindas, mas não sei onde vende em São Paulo-capital. Obrigada.
Marilda.

Regina disse...

ola
Lindas as suas fotos
Voce sabe o nome de uma trepadeira de folhas miúdas que da uma flor parecendo um papo de perú a qual depois se abre como uma borboleta e a folha fica parecendo um tinhorão???

Agradeço a informação:
furegato@eerp.usp.br

Flávio Eduardo M. Semêdo disse...

Por favor me ajude !!! Meu cachorro acabou de cortar nossa Jade que plantamos a dois meses atras num pergolado, ele mordeu bem no inicio do caule, logo bem perto do chão. Eu corri e enchi um balde de esterco e coloquei o caule cortado na profundidade de 20cm. Isso foi agora a noite e pretendo manter este balde com o esterco bem úmido para ver se consigo salvar minha planta. Será que ela vai sobreviver ? Estou muito triste com o fato

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

FLORESCER

FLORESCER
Floresça!
No principio da vida todos são iniciados como sementes...Quando o primeiro broto surge, o Mundo é apresentado a ele...e muitas vezes os brotos se perguntam: "Como brotei?"Outros nem sequer se dão conta.Vivencie o broto do momento...Flua nesse brotar...Cultive com amor o seu território, não deixe as ervas daninhas, construídas de sua própria ilusão, interferirem no seu crescimento...Vivencie este crescimento...Assim você será uma bonita árvore cheia de sabedoria e amor a oferecer...Sinta a necessidade do coração e vá em frente escalando a divindade do seu Ser...Acredite, o supremo mora em vc...Brote! Cresça! Sinta se você está crescendo no caminho certo, identifique, faça o movimento verdadeiro para que sua árvore não mingue. Florescer na vida é florescer no hoje, no agora e no amanhã! Floresça a sua vida, simplesmente floresça!
(Fênix Faustine)